EcoTurismo - Comunidade de Jamaraquá

Com cenários naturais e uma diversidade cultural, com apoio externo, a comunidade de Jamaraquá organizou o ecoturismo de base comunitária. Assim, permite a contemplação da relação homem e natureza, aprendizagem, descanso, troca de experiência, visando a valorização dos recursos naturais e culturais existentes para melhorias socioeconômicas.

igapó

 

As atividades realizadas com autonomia pela  associação comunitária ASMORJA estabelece uma relação direta com o visitante.

O visitante, na companhia de guias comunitários, poderá desfrutar de passeio pelo interior da mata (trilha ecológica), passeio de barco pelo igarapé e igapó,  repousar na praia sob a brisa do rio Tapajós, apreciar a comida regional, conhecer o seringal e a produção de borracha natural.

 

TRILHA ECOLÓGICA

Para quem gosta de trilha, as do Piquiá e Castanheira com aproximadamente 8 quilômetros de extensão são de baixa dificuldade e podem ser percorridas por pessoas de todas as idades num tempo aproximado de 4 horas de caminhada.

O visitante é acompanhado por agentes ambientais comunitários e a capacidade de visitantes por condutor é de cinco (5) pessoas.

placa naldo

As trilhas conduzem ao interior da  floresta  permitindo  visualizar diversos pontos interpretaivos, dentre estes: os seringais mapeados, árvores nativas centenárias, plantas medicinais, casa do seringueiro, casas de animas, vestigios arqueológicos, roças  e o mirante. E ainda, alcançar o igarapé Jamaraquá que passa pelo interior da floresta.

Cabe destacar as árvores de piquiá (Caryocarvillosum), castanheira (Caryocarvillosum), sucuúba (Himatanthussucuuba), cipó escada de jabuti (Himatanthussucuub), sumaúma (Himatanthussucuuba). Destacam-se, ainda casas de formigas tachi (Pseudomyrmex SSP.); casa de tatu (Priodontesgiganteus), ninhos de pássaros, e, dependendo do período do ano, aparecem diversos fungos coloridos, dentre outras espécies.

 

MIRANTE

Está localizado na parte mais alta da floresta primária sendo um ótimo local para se observar a paisagem devido à visão panorâmica sobre o dossel da floresta.

Do mirante é possivel visualizar, parcialmente, o Rio Tapajós.

 

CASA DO SERINGUEIRO

A casa do seringueiro é outro ponto importante no meio da mata que fica também na parte alta da floresta (serra) num ponto chamado de “centro”-local onde moradores antigos executam o extrativismo e agricultura.

Nessa casa (de pau a pique e palha de curuá) existe uma acervo com alguns artefatos culturais e / ou arqueológicos, e ossos esbranquiçados de alguns animais, por exemplo de  cotia (Dasypocta aguti), tatu (Priodontes giganteus), veado (Mazama Americana) dentre outras espécies que fazem parte do costume alimentar dos moradores.

Se o visitante desejar aventurar-se à noite na floresta, poderá pernoitar na casa do seringueiro ou num mutá (tipo de assento elevado com uma vara estendida entre duas árvores onde se amarra uma rede no alto), desde que previamente agendado com a coordenação dos condutores.

Casa do Seringueiro

Casa do Seringueiro

 

O IGARAPÉ DO JAMARAQUÁ

De água transparente e fria, o igarapé do Jamaraquá é um dos pontos interpretativos mais procurado na comunidade. Com a nascente no interior da FLONA do Tapajós e a jusante no rio Tapajós, o igarapé pode ser visualizado em três pontos diferentes: no interior da floresta na “serra” (no momento da trilha); na ponte que ultrapassa a estrada em direção à comunidade de Acaratinga e na margem do Rio Tapajós, às proximidades da vila.

Igarapé da ponte que liga Jamaraquá a Acaratinga

Igarapé da ponte que liga Jamaraquá a Acaratinga

Na margem e no leito do igarapé predomina uma vegetação, inclusive uma vegetação flutuante com destaque para o aguapé (Eichornia crassipes), além de inúmeras aves e peixes.

O passeio de canoa pelo igarapé pode ser realizado nas diferentes épocas do ano, permitindo contemplar a flora e fauna aquática.

 

PRAIA

Com expressividade, na extensão do rio Tapajós, no período seco (julho a dezembro) quando o nível da água fica mais baixo, destacam-se as praias de areia branca, quase isoladas e cercadas por árvores nativas e frente para a RESEX Tapajós Arapiuns, que está do outro lado do rio.

Praia

 

PASSEIOS DE CANOA E BARCO

O ano todo é possível passear de canoa pelo igarapé do Jamaraquá. No entanto, é no período chuvoso (janeiro a junho), na subida da água é possível realizar passeios de barco pelo interior do igapó e visualizar diferentes aves, peixes, orquídeas e com possibilidade de se conhecer o espetáculo dos jacarés à noite.

Se desejar conhecer as praias e comunidades vizinhas poderá fazer passeio de barco através do Rio Tapajós.

igapó

 

PASSEIO PELO SERINGAL

No centro da comunidade, a árvore da seringueira é um elemento enriquecedor da paisagem. É uma árvore que se destaca pelo contato direto a exsudação do leite/latex à produção de borracha natural (cernambi e mantas de borracha FSA (Folha Semi Artefato) e FDL (Folha Defumada Líquida). Esses produtos evocam a atividade comercial do extrativismo vegetal na comunidade.

DSC_0023

Os moradores possuem seringais nos quintais e na floresta que estão com as árvores classificadas pelo inventário florestal em: seringueira sangrada e seringueira não-sangrada para se realizar o manejo adequado da espécie.

Durante o período chuvoso, quando as seringueiras estão num período ecofisiológico propício para a coleta e extração do látex, permitem, assim, que o visitante acompanhe o trabalho dos extrativistas na coleta e na produção artesanal de borracha.

 

CULINÁRIA REGIONAL

Você pode começar seu dia saboreando um gostoso café da manhã regional, sortido com tapioquinha,  bolo de macaxeira ou farinha de tapioca, dentre outras iguarias, servidas pela Dona Conce.

 

No almoço, você pode saborear galinha caipira ou peixe assado na brasa com farinha de mandioca puba e pimenta no tucupi.

 Contatos:

 WhatsApp: +55 93 9 9121 5646

   E-Mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Powered by Warp Theme Framework
Download Freewww.bigtheme.net/joomla Joomla Templates Responsive